Artigos

Ídolos, Mitos e Marcas

9 de fevereiro de 2014. O atacante corre para a bola, chuta e faz o gol. Um gesto comum nos milhares de campos de futebol no Brasil, principalmente aos domingos. Entretanto, para Túlio Humberto Ferreira Costa, o popular Túlio Maravilha, foi o maior feito de sua carreira. O irreverente atacante perseguia uma marca histórica: fazer mil gols. A cobertura da imprensa misturou brincadeira e seriedade ao abordar o fato, longe da idolatria que acompanharam Romário e Pelé, quando os mesmos chegaram ao milésimo gol. É decisivo na vida de um ídolo alcançar grandes marcas e feitos para no futuro ser lembrado como um herói nacional. Mas será que apenas isso basta?

FRIED - FOTO 1 Alguns historiadores do futebol creditam a Friedenreich mais de mil gols (o primeiro jogador que teria atingido tal marca). O craque paulistano é considerado a primeira grande estrela de nosso futebol. Foi dele o gol que deu o primeiro título à Seleção Brasileira, o Sul-Americano de 1919, disputado no Brasil. Filho de um imigrante alemão com uma brasileira negra, “El Tigre”, como era chamado, pode frequentar e atuar em clubes considerados de elite, em uma época em que a distinção de raças e classes sociais pesava muito no futebol. Assim, os mil gols acabaram se fundindo a outros fatos de sua carreira.

Pelé, maior ídolo do futebol mundial, tem impressionantes marcas dentro e fora de campo. Dos famosos gols que não entraram na Copa de 1970 aos milhões de dólares que o levaram a retomar a carreira no Cosmos de Nova York, nosso “rei” escreveu sua história superando marcas. Um de seus grandes momentos foi o milésimo gol no Maracanã. Histórias são contadas de que Pelé preferiu fazer o milésimo no maior palco do nosso futebol, inclusive atuando como goleiro em uma partida anterior ao jogo histórico contra o Vasco. Pelé seria Pelé sem os mil gols? Difícil responder, já que os 1281 gols marcados por ele demonstram sua grandiosidade dentro de campo. Os marcos que Pelé alcançou em sua brilhante carreira fazem dele o maior expoente que o futebol já produziu. Tanto que quando alguém tenta apontar algum jogador para o lugar do “rei”, o primeiro argumento usado para os que defendem nosso camisa dez é: “mas Pelé marcou mais de mil gols e ganhou três Copas do Mundo!” As grandes marcas fazem parte dos grandes ídolos!

Romário também perseguiu este feito. Gênio dentro da área, já tinha marcas impressionantes, entretanto aos 41 anos de idade o “baixinho” se igualou a Pelé ao chegar ao milésimo gol. Herói no tetracampeonato de nossa seleção em 1994 e campeão por onde passou, Romário pode encerrar sua carreira com a certeza de que tinha conquistado seu lugar no panteão do esporte.

Por mais que se contestem os números e alguns gols, as marcas foram superadas e isto coloca os atletas em uma posição de idolatria mais intensa do que os que não atingiram tal marca. O mesmo vai ocorrer com Túlio?

Com o mesmo tom de brincadeira que o próprio atacante encarou este desafio, acredito que não. Túlio apenas vai reforçar o que ele fez em campo: artilheiro por onde passou. Ele é ídolo de muitos torcedores, sim, mas isso não fará dele um mito. Existe uma diferença muito grande entre as façanhas de seus companheiros de mil gols durante a carreira e os feitos dele. Em tempos em que muitos culpam os meios de comunicação por todas as mazelas vividas pela nossa sociedade, pondero que ela não é capaz de inventar um ídolo. Ela pode sim, enaltecê-lo em demasia e criar discursos ufanistas, mas dependerá sempre das proezas atingidas pelos jogadores. Os mil gols de Túlio continuarão nos fazendo lembrar dele pelo que ele foi: brincalhão e artilheiro, nunca um gênio, afinal todo craque é artilheiro mas nem todo artilheiro é craque.

Anúncios

Um comentário em “Ídolos, Mitos e Marcas

  1. Boa tarde. Sou jornalista esportivo em São Paulo e estou fazendo uma pesquisa sobre os grandes artilheiros do futebol brasileiro. Preciso de um favor de vcs. Sei que o Clube do Remo teve um grande jogador na década de 50 e autor de 154 gols. O nome dele é Quiba. Só preciso saber o nome completo dele para colocar na minha lista. Alguém tem essa informação, ou pelo menos poderia me dar uma pista para conseguir? Já mandei diversos e-mails e até agora ninguém me respondeu. Se conseguir achar, pode mandar para o meu e-mail: jmdressler@uol.com.br
    Obrigado pela atenção e fico no aguardo de uma comunicação. Abraços.

    José Dressler

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s