Produção audiovisual

Já está no ar o décimo terceiro episódio do Passes e Impasses

Acesse o décimo terceiro episódio do podcast Passes e Impasses no Spotify*, Deezer*, Apple PodcastsPocketCastsOvercastGoogle PodcastRadioPublic e Anchor.

O tema do nosso décimo terceiro episódio é “Patrocínios no futebol: o caso Nike”. Com apresentação de Filipe Mostaro e Mattheus Reis, pesquisador do LEME e jornalista da Rádio Globo, gravamos remotamente com Pedro Diniz, formado em Relações Públicas pela UERJ, e Leda Costa, professora visitante da Faculdade de Comunicação Social da UERJ.

Podcast #13.png

O podcast Passes e Impasses é uma produção do Laboratório de Estudos em Mídia e Esporte em parceria com o Laboratório de Áudio da UERJ (Audiolab). O objetivo do podcast é trazer uma opinião reflexiva sobre o esporte em todos os episódios, com uma leitura aprofundada sobre diferentes assuntos em voga no cenário esportivo nacional e internacional. Para isso, traremos sempre especialistas para debater conosco os tópicos de cada programa. Você ama esporte e quer acessar um conteúdo exclusivo, feito por quem realmente pesquisa o esporte? Então não deixe de ouvir o décimo terceiro episódio do podcast Passes e Impasses.

No quadro “Toca a Letra”, a música escolhida foi “Brasileiragem”, do rapper e compositor Fábio Brazza.

Passes e Impasses é o podcast que traz para você que nos acompanha o esporte como você nunca ouviu.

ARTIGOS, LIVROS E OUTRAS PRODUÇÕES

  • A representação do futebol brasileiro no discurso publicitário da Nike: uma análise da campanha “Vai na Brasileiragem” (Monografia, UERJ, 2019) – Pedro Diniz;
  • Patrocínio esportivo e evolução histórica da relação fornecedor-clube de futebol no Brasil e na Europa (Pretexto, v. 15, n. 2, 2014) –  Ary Rocco Jr.; Sergio Giglio; Leandro Mazzei;
  • Marketing e organização esportiva: elementos para uma história recente do esporte-espetáculo (Conexões, v. 1, n. 1, 1998) – Marcelo Proni;
  • Futebol-arte e Consumo: as narrativas presentes na campanha “Ouse ser brasileiro” (Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano UFF, n. 4, 2014) – Ronaldo Helal, Filipe Mostaro e Fausto Amaro;
  • Pátrias, chuteiras e propaganda: o brasileiro na publicidade de Copa do Mundo (Editora Unisinos, 2002) – Édison Gastaldo;
  • Magia e Capitalismo: um estudo antropológico da publicidade (Editora Brasiliense, 1995) – Everaldo Rocha;
  • Clube empresa: abordagens críticas globais às sociedades anônimas no futebol (Editora Corner, 2020) – Irlan Simões (organizador);
  • Clientes versus Rebeldes: novas culturas torcedoras nas arenas do futebol moderno (Editora Multifoco, 2017) – Irlan Simões;
  • A metamorfose do futebol (Editora Unicamp, 2000) – Marcelo Proni;
  • Tecnopólio: a Rendição da Cultura à Tecnologia (Editora Nobel, 1992) – Neil Postman;
  • Futebol S/a – a Economia em Campo (Editora Saraiva, 2006) – Anderson Gurgel.

FILMES

 

Equipe

Coordenação Geral: Ronaldo Helal

Direção: Fausto Amaro e Filipe Mostaro

Roteiro: Letícia Quadros e Fausto Amaro

Produção: Fausto Amaro e Marina Mantuano

Edição de áudio: Leonardo Pereira (Audiolab)

Apresentação: Filipe Mostaro e Mattheus Reis

Convidados: Pedro Diniz e Leda Costa

Artigos

A primeira peça publicitária com temática olímpica em jornais cariocas e os Jogos Rio-2016

No dia três de julho de 1920, 21 atletas brasileiros (mais dirigentes e jornalistas), todos homens, embarcavam para a Antuérpia. Lá, a delegação brasileira participaria pela primeira vez de uma edição dos Jogos Olímpicos. Todos os jornais da grande mídia carioca repercutiram o fato em suas páginas esportivas. Pesquisava esse evento histórico quando encontrei o… Continuar lendo A primeira peça publicitária com temática olímpica em jornais cariocas e os Jogos Rio-2016

Avalie isto:

Artigos

Publicidade olímpica

O Globo de hoje (19/01), em seu caderno de economia, publica uma notícia dando conta da publicidade envolvendo os Jogos Olímpicos de 2016. Versando sobre o uso que as marcas já começam a fazer do evento que ocorrerá em agosto, o texto explora a figura dos garotos-propaganda. Interessante observar na matéria como os personagens escolhidos… Continuar lendo Publicidade olímpica

Avalie isto:

Artigos

“Jogador-celebridade”: um fenômeno não tão recente assim.

É comum no mundo do esporte, atualmente, vermos jogadores de futebol e atletas de outras modalidades exercendo um protagonismo além dos gramados, quadras, piscinas e tatames. Neymar, Cristiano Ronaldo, o velocista jamaicano Usain Bolt e o maior medalhista olímpico da história, o nadador americano Michael Phelps, não conquistaram tamanho reconhecimento somente com títulos. O sucesso… Continuar lendo “Jogador-celebridade”: um fenômeno não tão recente assim.

Avalie isto:

Artigos

Refletindo sobre o esporte como ferramenta do marketing estratégico

O consumo esportivo é uma das funções de lazer mais difundidas na sociedade moderna, pois invade todos os aspectos da vida humana e possui apelo mundial, além de atingir pessoas de todas as idades, atravessando as fronteiras culturais e nacionais. Obviamente que esse discurso tem o “vender mais” como principal intenção, o lucro para as… Continuar lendo Refletindo sobre o esporte como ferramenta do marketing estratégico

Avalie isto:

Artigos

Love money, hate ethics

Fornecedora oficial, desde 1970, da bola utilizada nas competições oficiais da FIFA, a Adidas cansou de colocar a bola dentro de campo. No entanto, agora resolveu colocar uma bola fora “homenageando” o atacante uruguaio Luís Suarez, não por seu desempenho profissional tanto na seleção uruguaia como no time do Barcelona, mas sim, pela extrema competência… Continuar lendo Love money, hate ethics

Avalie isto:

Artigos

Argentinos e Brasileiros

Faltando ainda mais de dois meses para o início da Copa do Mundo, um comercial da rede Casas Bahia já “tira um sarro” com os argentinos. Os “hermanos” (como são chamados nossos vizinhos no referido comercial) estão uniformizados com a camisa da seleção de seu país gritando “Argentina”, quando o “vendedor” anuncia que, se o… Continuar lendo Argentinos e Brasileiros

Avalie isto:

Artigos

Publicidade, futebol e aberrações

Lembro de uma piada que um ex-professor, nos idos da graduação em Economia, na uff, contava. Dizia ele que um torcedor tinha ido ao estádio assistir a uma partida de futebol, mas, sem estar muito familiarizado com certas picuinhas (como patrocínios em camisas), não havia entendido direito. Ao retornar ao lar, perguntado como tinha sido… Continuar lendo Publicidade, futebol e aberrações

Avalie isto: