Artigos

O menino que queria jogar bola

Estou escrevendo um livro-reportagem que deve ser publicado em dezembro de 2018. Inicialmente em João Pessoa, mas podendo se expandir para quantos lugares houver leitores interessados em conhecer essa história incrível de fé, superação, vida e futebol.

É a história de um menino que sonhava em ser jogador de futebol. É a história de uma criança feliz e (até então) saudável, que era pleno com uma bola no pé, com a camisa de seu Fluminense e de seu Botafogo-PB, calçado com os tênis ou com as chuteiras que lhe faziam parecer um verdadeiro herói.

Mas é a história também de um menino que aos oito anos de idade foi diagnosticado com um tumor maligno no cérebro, com uma mazela que mudaria sua vida para sempre.

O menino, que jogara bola ainda no dia anterior, reclamou de dores de cabeça. Foi levado à oftalmologista para procurar saber se precisaria usar óculos e saiu da clínica diagnosticado com o tal tumor. Dali para fazer os exames que comprovariam a gravidade do problema até a cirurgia passaram-se apenas 48 horas.

Ele foi operado. Curado. Mas teve um outro problema decorrente do primeiro. Voltou ao hospital, desta vez apresentando um quadro clínico infinitamente mais grave e aparentemente definitivo.

Chegou a morrer. Ou quase, visto que ressuscitou. Ficou em coma profundo, enfrentou a morte por longos dias de angústia, mudou as vidas das pessoas próximas que presenciaram indefesos tudo aquilo que ele enfrentou. Enfrentou, e venceu, bravamente, ainda que naquele primeiro momento ninguém soubesse que de fato venceria.

Pois, é sobre essa história que (em paralelo ao meu mestrado, onde pesquiso torcidas de futebol na Paraíba) estou debruçado há alguns meses e que devo seguir trabalhando até o dia do lançamento. Estou na fase de escrita. Mas já entrevistei médicos, fisioterapeutas, familiares, amigos, treinadores.

Estou tão impactado com tudo o que venho vivendo, descobrindo e refletindo, que uso este espaço como uma espécie de sala de terapia para falarmos de nossas angústias, nossas emoções, nossos temores. E sobre futebol também.

Futebol de valor imensurável na mente e no coração de muitos brasileiros. De importância vital para aquele menino. Futebol aqui como símbolo da sobrevivência, da teimosia, do heroísmo, da insistência em se manter vivo. Como algo muito mais profundo do que apenas um jogo de bola. Algo que, ao mesmo tempo, é igualmente simples e profundo.

Futebol como símbolo maior de um menino que simplesmente ousou se negar a morrer para poder por bem mais tempo viver a inexplicável sensação de liberdade, de amor e de felicidade que só uma partida de futebol pode proporcionar.

depositphotos_20023491-stock-illustration-a-little-boy-playing-soccer
Fonte: Depositphotos

Porque ele lutou. Brigou. Bradou. As vezes no silêncio mórbido do coma. Às vezes nos gritos de dor das sessões de fisioterapia. As vezes nas comemorações alegres em meio às pequenas conquistas. Para, como prêmio maior de tanto esforço, poder uma vez mais desafiar as previsões médicas.

Não era um menino qualquer. Era o menino que queria jogar bola. Ou voltar a jogar, que seja. E isso não é pouco na mente apaixonada do boleiro.

Correr atrás de uma bola, marcar forte um adversário, abraçar o companheiro no extravasamento incontido do gol, vivenciar um esporte mágico que move multidões, mas move também o imaginário de uma criança que estava decidida a não perder para sempre aquelas sensações mágicas.

De certa forma, é um livro também sobre milagres. E o milagre pode estar num chute na bola que faz o coração voltar a pulsar forte. Emocionando para sempre pais, avós, amigos que sonhavam poder voltar a ver o menino reverenciar o futebol.

Afinal, o livro é sobre um menino que foi dado como morto e que, depois de sobreviver, disseram que ele nunca mais teria uma vida normal. Hoje tem. E o que lhe movia a cada momento na dolorida recuperação foi o sonho imensurável de um dia voltar a jogar bola. Hoje joga.

Anúncios
Produção bibliográfica

“ARGENTINA/78 – UMA COPA DO MUNDO: POLÍTICA, POPULAR E POLÊMICA”, livro de Álvaro Vicente do Cabo

Na próxima semana, dia 1 de agosto, será lançado o livro “ARGENTINA/78 – UMA COPA DO MUNDO: POLÍTICA, POPULAR E POLÊMICA”, de Álvaro Vicente do Cabo, pesquisador do Grupo de Pesquisa “Comunicação e Esporte”, do qual o Laboratório de Estudos em Mídia e Esporte faz parte.

A divulgação do livro será no dia 1 de agosto, quarta-feira, às 19h, na Livraria Folha Seca (Rua do Ouvidor, 37 – Centro, RJ).

A programação completa do lançamento do livro encontra-se disponível no blog.

Convite_Alvaro2-1

Entrevistas · Vídeos e Documentários

Documentário sobre os 70 anos do livro O Negro no Futebol Brasileiro conta com entrevista de coordenador do LEME

O livro O Negro no Futebol Brasileiro completou setenta anos em 2017. A obra de Mário Filho, lançada em 1947, nos faz refletir sobre o racismo na sociedade brasileira, principalmente no futebol. Homenageando esse livro, o documentário 70 anos de “O Negro no Futebol Brasileiro”: o racismo no futebol nacional nos dias de hoje, dirigido… Continuar lendo Documentário sobre os 70 anos do livro O Negro no Futebol Brasileiro conta com entrevista de coordenador do LEME

Avalie isto:

Entrevistas

LEME divulga terceiro vídeo com o professor Ricardo Freitas

Dando prosseguimento ao conjunto de vídeos feito com o professor Ricardo Freitas, o Laboratório de Estudos em Mídia e Esporte (LEME) divulga a terceira parte da entrevista. Neste vídeo, Ricardo nos adianta um pouco do conteúdo do livro sobre megaeventos que será lançado em breve. A obra, organizada pelo pesquisador, aborda teorias críticas sobre os megaeventos,… Continuar lendo LEME divulga terceiro vídeo com o professor Ricardo Freitas

Avalie isto:

Eventos

LEME recebe intelectual alemão Hans Gumbrecht

Por Mattheus Reis O Laboratório de Estudos de Mídia e Esporte teve o prazer de receber, na noite desta segunda-feira, um dos mais influentes intelectuais alemães da atualidade. Hans Ulrich Gumbrecht, em palestra no Programa de Pós-graduação em Comunicação Social da UERJ, comentou os principais aspectos presentes na sua mais recente obra, o livro “Esporte… Continuar lendo LEME recebe intelectual alemão Hans Gumbrecht

Avalie isto:

Eventos · Produção bibliográfica

Lançamento de novo livro organizado por membros do blog

Ensaios debatem o esporte sob a perspectiva de Hans Ulrich Gumbrecht Hans Ulrich Gumbrecht é considerado um dos mais importantes intelectuais alemães da atualidade. Com formação em teoria literária, sua atuação abrange diversas disciplinas, como história e filosofia, demonstrando-se sensível também aos fenômenos esportivos do mundo contemporâneo. Por sua complexidade, seu legado também se faz… Continuar lendo Lançamento de novo livro organizado por membros do blog

Avalie isto:

Produção bibliográfica

Lançamento do livro International Sports Press Survey 2011

No último dia 28 de Outubro, na aprazível cidade de Arrhus (Dinamarca), a colaboração de mais de 20 pesquisadores de 14 países deu seu primeiro fruto: o lançamento do livro International Sports Press Survey 2011. O volume traz um estudo comparativo sobre a qualidade do jornalismo esportivo. Esse é o maior estudo realizado sobre o… Continuar lendo Lançamento do livro International Sports Press Survey 2011

Avalie isto: