Artigos

Legado ou herança maldita?

Quando o Rio de Janeiro venceu as eleições para sediar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016, como a maioria dos brasileiros, eu festejei. O país estava em um momento de crescimento econômico, e o evento não só trazia esperanças de legado fundamental e necessário para a cidade, como também aprovação internacional, o Rio tinha… Continuar lendo Legado ou herança maldita?

Avalie isto:

Artigos

O Rio corre “do” Maracanã

Construído como um dos símbolos de um Brasil “próspero e grande” que se posicionava mundialmente no cenário pós-Guerra, o então Estádio Municipal se tornou um templo do esporte mundial. Palco de duas finais de Copas do mundo, de abertura e encerramento de Olimpíadas, casa dos cariocas que transformaram o “domingo eu vou ao Maracanã” em… Continuar lendo O Rio corre “do” Maracanã

Avalie isto:

Artigos

A carnavalização, o grotesco e o erótico: as capas e manchetes do Meia Hora para os Jogos Olímpicos 2016

Competições como os Jogos Olímpicos são momentos de farta atenção da cobertura midiática. Heróis, dramas de superação, feitos históricos são narrados de modo grandiloquente tanto nas transmissões televisivas quanto nas páginas de jornal. Há bastante material a ser analisado a respeito da cobertura da imprensa dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro. Um dos mais… Continuar lendo A carnavalização, o grotesco e o erótico: as capas e manchetes do Meia Hora para os Jogos Olímpicos 2016

Avalie isto:

Artigos

NEPESS realiza seminário de estudos sobre esporte e sociedade

O Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Esporte e Sociedade (NEPESS), da Universidade Federal Fluminense (UFF), realizará entre os dias 3 e 6 de outubro, no campus Gragoatá da universidade, em Niterói, a quarta edição de seu seminário de estudos sobre as temáticas esportivas e suas relações com a sociedade. O evento contará com a presença de acadêmicos da antropologia, comunicação e sociologia que apresentarão suas pesquisas e impressões em mesas-redondas e em grupos de trabalho. Dentre eles estarão o Mestre Filipe Mostaro, o Doutor Francisco Brinati e a Doutora Leda Costa, articulistas do blog “Comunicação, Esporte e Cultura”.

cartaz-nepess-seminarioiv

O ano de 2016 foi marcado pela realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, bem como encerrou um ciclo de megaeventos esportivos no Brasil e no Rio de Janeiro, mais precisamente, que se inciou em 2007, com a realização dos Jogos Panamericanos. Após nove anos, vimos o Brasil ser eleito o palco da 20ª Copa do Mundo, a escolha do Rio de Janeiro como sede da 31ª Olímpiada da Era Moderna e a realização dos Jogos Mundiais Militares de 2011, da Copa das Confederações de 2013, da Copa do Mundo de 2014 e, finalmente, dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016.

Com o aparente fim da “Era de ouro” para o esporte nacional, que, por outro lado, não proporcionou o desenvolvimento esperado pela população para o Brasil, o que esperar? O seminário vai analisar, sob as perspectivas de várias áreas de conhecimento, os impactos sociais, econômicos e esportivos dos megaeventos. Além disso, serão abordadas e debatidas entre pesquisadores outras temáticas, como novas arenas, esporte e gênero, cultura de torcer, narrativas da imprensa e perspectivas para o futuro das produções acadêmicas sobre esporte.

Confira a programação completa do IV Seminário do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Esporte e Sociedade clicando aqui.

 

Artigos

Participação e desempenho de mulheres e homens do Brasil (2004-2016): um pequeno alerta.

Com Hugo Lovisolo. Olhar para os atletas masculinos e femininos planteia um problema terminológico. Deveríamos falar do desempenho por gênero ou por sexo? No mundo das olimpíadas, parece que predomina o sexo biológico como base da classificação e o olhar como eliminador de dúvidas. O gênero aparece em declarações voluntárias de atletas que não sabemos… Continuar lendo Participação e desempenho de mulheres e homens do Brasil (2004-2016): um pequeno alerta.

Avalie isto:

Artigos

E agora, Michel?

Desde que o Brasil foi escolhido para sediar a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas e Paralimpíadas de 2016, vivemos uma grande expectativa sobre os impactos que essas duas competições esportivas iriam trazer para o país. O anúncio de que o Brasil receberia a Copa foi feito no dia 30 de outubro de… Continuar lendo E agora, Michel?

Avalie isto:

Artigos

A eficiência do Brasil nas Olimpíadas

Com Juan Silvera. Concluídas as Olímpiadas, autoridades e jornalistas começam o processo de avaliação. O Presidente do COB manifesta satisfação embora o total de medalhas obtidas seja bastante menor que o estimado ou planejado. A questão central passa por estabelecer aquilo que foi aprendido com as Olimpíadas em todas suas dimensões. A satisfação ou insatisfação… Continuar lendo A eficiência do Brasil nas Olimpíadas

Avalie isto: