Produção audiovisual

Já está no ar o trigésimo oitavo episódio do Passes e Impasses

Acesse o mais novo episódio do podcast Passes e Impasses no SpotifyDeezerApple PodcastsPocketCastsOvercastGoogle PodcastRadioPublic e Anchor.

O tema do nosso trigésimo oitavo episódio é “João Havelange: atleta e dirigente”. Com apresentação de Mattheus Reis e Marina Mantuano, gravamos remotamente com Luiz Guilherme Burlamaqui, doutor em História Social pela Universidade de São Paulo, pesquisador associado do Instituto de Relações Internacionais da USP e professor do Instituto Federal de Brasília.

O podcast Passes e Impasses é uma produção do Laboratório de Estudos em Mídia e Esporte em parceria com o Laboratório de Áudio da UERJ (Audiolab). O objetivo do podcast é trazer uma opinião reflexiva sobre o esporte em todos os episódios, com uma leitura aprofundada sobre diferentes assuntos em voga no cenário esportivo nacional e internacional. Para isso, contamos sempre com especialistas para debater conosco os tópicos de cada programa.

Você ama esporte e quer acessar um conteúdo exclusivo, feito por quem realmente pesquisa o esporte? Então não deixe de ouvir o trigésimo oitavo episódio do Passes & Impasses.

No quadro “Toca a Letra”, a música escolhida foi “Jorge Maravilha“, canção composta por Julinho da Adelaide e interpretada por Chico Buarque.

Passes e Impasses é o podcast que traz para você que nos acompanha o esporte como você nunca ouviu.

Ondas do LEME (recomendações de artigos, livros e outras produções):

Dança das cadeiras: a eleição de João Havelange à presidência da FIFA – Luiz Burlamaqui [livro]

Conversa com JH – Ernesto Rodrigues [documentário]

Jogo duro – a história de João Havelange – Ernesto Rodrigues [documentário]

Equipe

Coordenação Geral: Ronaldo Helal
Direção: Fausto Amaro
Roteiro e produção: Marina Mantuano e Carol Fontenelle
Edição de áudio: Leonardo Pereira (Audiolab)
Apresentação: Mattheus Reis e Marina Mantuano
Convidados: Luiz Guilherme Burlamaqui

Artigos

Uma geração fã de política e esporte

O futebol teceu, ao longo do século XX, relações intrínsecas com a política. No Brasil, a ditadura civil-militar foi o episódio político em que o futebol foi instrumentalizado de maneira mais evidente, tanto para o autoritarismo quanto para a democracia. A vitória da Seleção brasileira na Copa do Mundo de 1970, no México, serviu de… Continuar lendo Uma geração fã de política e esporte

Avalie isto: