Artigos

Breve balanço do GP Comunicação e Esporte no Intercom 2018

Acabo de retornar do 41º Congresso Nacional da Intercom, realizado em Joinville. Desde 2011, tenho participado desse que é o principal encontro da área de Comunicação. O GP Comunicação e Esporte, do qual faço parte, é um dos mais importantes espaços na área de Ciências Humanas e Sociais para o debate sobre a interface entre práticas esportivas e mídia.

logo-intercom2018
Fonte: Portal Intercom

Desde que comecei a participar desse grupo, em 2011, pude perceber o crescimento consistente que tem se dado, tanto em número de trabalhos quanto na qualidade dos mesmos. Nesta edição do Congresso da Intercom, o GP recebeu 35 trabalhos, o que o coloca como o 11º grupo com o maior número de submissões. Dentre os grupos antigos, o GP de Esporte foi o que apresentou menor redução no número de artigos submetidos. Ao longo desses oito anos, os temas de pesquisa têm progressivamente se ampliado para além do futebol, o que a meu ver é um ponto bastante positivo. Tive a oportunidade de mediar uma mesa este ano que contava com dois trabalhos sobre o esporte paralímpico, além de outros dois sobre crônicas futebolísticas.

Foram 10 sessões divididas em três dias de evento, abrangendo diversos eixos temáticos dentro do campo esportivo: crônicas, torcedores, redes sociais, transmissões esportivas, esporte paraolímpico, cobertura esportiva, mulheres no esporte, aspectos institucionais do esporte, voluntariado, lazer, jogos olímpicos e memória. A programação completa pode ser conferida aqui e a lista de trabalhos completos nesse outro endereço. Cumpre destacar a presença de alunos de graduação, mestrandos, mestres, doutorandos, doutores e professores, o que torna o GP de Esporte um espaço de debate plural e inclusivo, uma marca do próprio Intercom.

Ano que vem, o Congresso Nacional da Intercom será realizado em Belém (PA). Para aqueles interessados na inter-relação entre esporte e mídia, vale a pena planejar sua ida, seja como ouvinte das discussões no GP, seja como apresentador de trabalho. Até lá!

Anúncios
Artigos

Crônica pós-derrota

*Esclarecimento: Apesar do título, este texto foi escrito antes da eliminação do Brasil. Se fosse escrito depois, talvez houvesse uma pitada maior de desesperança. – Começa a Copa do Mundo, o brasileiro esquece de tudo. – Copa do Mundo acabou para mim. – Esse ano não vou torcer pelo Brasil. – Depois do 7 a… Continuar lendo Crônica pós-derrota

Avalie isto:

Artigos

Um projeto de lei para os eSports

Na semana passada, me deparei com uma Consulta Pública no portal e-cidadania do Senado Federal sobre o projeto de lei n. 383 de 2017. O referido PLS 383/2017 “dispõe sobre a regulamentação da prática esportiva eletrônica”. Mais detalhadamente: “Define como esporte as atividades que, fazendo uso de artefatos eletrônicos, caracteriza a competição de dois ou… Continuar lendo Um projeto de lei para os eSports

Avalie isto:

Artigos

Eleições no Vasco: um treinamento político

As análises sociológicas sobre o futebol e o esporte de modo geral, nas décadas de 1970 e 1980, costumavam associá-lo a um opiáceo que desvirtua a população de suas verdadeiras preocupações, papel ocupado pela religião outrora. Esse viés crítico, apesar de continuar presente, perdeu muito de sua força nas décadas seguintes, cedendo lugar a abordagens… Continuar lendo Eleições no Vasco: um treinamento político

Avalie isto:

Artigos

As mulheres e os Jogos Olímpicos – alguns pontos para reflexão

Se atualmente as atletas ocupam lugar de destaque no mundo olímpico, a história nos revela que esse lugar foi conquistado a duras penas. Pierre de Coubertin, fundador dos Jogos Olímpicos Modernos e presidente do COI por 25 anos, acreditava que o esporte era uma atividade eminentemente masculina. Esse entendimento, de uma maneira ou de outra,… Continuar lendo As mulheres e os Jogos Olímpicos – alguns pontos para reflexão

Avalie isto:

Artigos

“Perdeu-se em um táxi”

“Perdeu-se em um táxi” era o título de uma pequena nota que aparecia no Correio da Manhã, em outubro de 1920. Restava ao leitor perguntar: o que foi perdido? A informação no anúncio era esclarecedora, apesar de sucinta, e parecia realmente querer responder aqueles que fizeram essa pergunta: “Na noite de 14 do corrente, um… Continuar lendo “Perdeu-se em um táxi”

Avalie isto:

Artigos

A primeira peça publicitária com temática olímpica em jornais cariocas e os Jogos Rio-2016

No dia três de julho de 1920, 21 atletas brasileiros (mais dirigentes e jornalistas), todos homens, embarcavam para a Antuérpia. Lá, a delegação brasileira participaria pela primeira vez de uma edição dos Jogos Olímpicos. Todos os jornais da grande mídia carioca repercutiram o fato em suas páginas esportivas. Pesquisava esse evento histórico quando encontrei o… Continuar lendo A primeira peça publicitária com temática olímpica em jornais cariocas e os Jogos Rio-2016

Avalie isto: