Artigos

Nada de novo na Bundesliga

Por Elcio Loureiro Cornelsen

O futebol sempre nos demonstra que as grandes expectativas em torno de conquistas podem culminar com uma profunda depressão, quando não concretizadas. A 34ª rodada da 1ª. Bundesliga, a primeira divisão do Campeonato Alemão, na temporada 2022/2023, por assim dizer, foi um “banho de água fria” não só para os inúmeros torcedores do Borussia Dortmund, mas também para todos aqueles que formam a grande legião “anti-Bayern München”. Duas partidas determinariam qual seria o campeão alemão, realizadas no mesmo horário: Borussia Dortmund x Mainz 05, no estádio Signal Iduna Park, em Dortmund, e FC Köln x FC Bayern München no RheinEnergieStadion, na cidade de Colônia. Na rodada anterior, o Borussia Dortmund havia se credenciado como franco favorito ao título, ao atingir 70 pontos, 02 pontos a mais que o Bayern. Além de jogar a última partida em casa, diante de sua imensa torcida, os auri-negros dependeriam apenas de si para conquistar a Meisterschale – “Salva de Prata”, que é o troféu para o campeão alemão. Já o clube Bávaro não dependeria apenas de si, pois precisaria derrotar o Colônia fora de casa e torcer por uma derrota ou um empate do Dortmund.

Por sua vez, havia um ingrediente a mais nessa rodada: Finalmente, um clube chegava com chances reais de ser campeão e quebrar a hegemonia do Bayern, decacampeão da Bundesliga. Todavia, ao final da 34ª rodada, o que se viu foi, mais uma vez, um triunfo bávaro, que se tornou hendecacampeão ao vencer o Colônia pelo placar de 2×1 e ao ver o Dortmund apenas empatar com o Mainz 05 pelo placar de 2×2. Ambos terminaram a temporada empatados com 71 pontos, porém, o saldo de gols pró e contra decidiu o campeonato em favor do Bayern, o 33º título de campeão alemão de sua história, que assinalou um total de 92 gols e sofreu 38 gols, contra 83 gols assinalados e 44 gols sofridos pelos auri-negros. Certa vez, alguém falou em tom jocoso que, em um dicionário ou glossário de termos futebolísticos alemães, o verbete Bundesliga deveria receber o seguinte texto: A 1ª Bundesliga é um campeonato disputado por 18 clubes, com 34 rodadas em turno e returno, com classificação por pontos corridos, e no final vence o Bayern. Ou o “super Bayern, super Bayern!”, como é um dos gritos de guerra de seus torcedores, cuja hegemonia de 11 títulos seguidos é a maior da Europa.

O que nos interessa aqui é discorrer, brevemente, sobre a cobertura da imprensa alemã em relação à perda do campeonato, na última rodada, por parte do Borussia Dortmund. Iniciemos pela matéria do jornalista Tim Wichmann, intitulada “Dortmund verspielt in 20 Minuten den Meistertitel” (Dortmund jogou fora o título do campeonato em 20 minutos) e publicada logo após o término da rodada em 27 de maio de 2023, no site do Sportschau, um programa do canal de TV ARD. No texto dessa matéria, encontramos expressões como “20 minutos catastróficos” (20 katastrophale Minuten), “20 minutos desastrosos” (desaströse 20 Minuten), “a grande tristeza” (die große Tristesse) e “o título de campeão perdido” (der verfehlte Meistertitel) (WICHMANN, 2023). Catástrofe, desastre, tristeza e perda são expressões que perpassam o texto de Tim Wichmann para marcar o que representou o fracasso do Borussia Dortmund na última rodada, quando dependia apenas de uma vitória simples contra o Mainz 05, que havia perdido as últimas quatro partidas disputadas pelo Campeonato Alemão.

Fonte da imagem: Sportschau

Outro exemplo do tom que o fracasso dos auri-negros assumiu na imprensa alemã é uma nota não assinada e publicada no site do canal WDR (Westdeutscher Rundfunk), intitulada “Bundesliga-Finale: BVB vergeigt die Meisterschaft” (Final da Bundesliga: o BVB estraga o campeonato), em 27 de maio de 2023. A referida nota apresenta outras expressões que complementam o quadro de desapontamento pela perda do campeonato por parte da equipe comandada pelo técnico Edin Terzić: “lágrimas e luto em Dortmund” (Tränen und Trauer in Dortmund), “tragicamente” (tragisch), “um empate amargo” (ein bitteres Unentschieden), “decepção” (Enttäuschung) e “frustração” (Frust) (BUNDESLIGA-FINALE, 2023). Tristeza, luto, tragédia, amargor, decepção e frustração revestem de sentido disfórico o desempenho do BVB.

Um terceiro exemplo é a matéria assinada pela jornalista Gabriele Kolle, intitulada “Eine Stadt vereint in schwarz-gelber Trauer” (Uma cidade unida em luto auri-negro), publicada em 27 de maio de 2023 no RedationsNetzwerk Deutschland (rnd). Além da expressão “em luto auri-negro” (in schwarz-gelber Trauer) do título, a matéria traz também outros termos de caráter disfórico: “estado de ressaca” (Katerstimmung), “lágrimas amargas” (bittere Tränen), “a profunda decepção” (die tiefe Enttäuschung), “grande perplexidade e luto” (große Fassungslosigkeit und Trauer), “silêncio mortal” (Totenstille), “a frustração coletiva” (der kollektive Frust) e “desilusão” (Ernüchterung) (KOLLE, 2023). Mais um conjunto de termos que revestem de sentido aquela fatídica partida que decretou o fim do sonho do 9º título de campeão alemão: luto, ressaca, amargor, choro, decepção, perplexidade, silêncio, frustração e desilusão. Interessante notar também que alguns desses termos são acompanhados de atributos que potencializam o sentido disfórico: a decepção é “profunda”, a perplexidade e o luto são “grandes”, o silêncio é “mortal”, e a frustração é “coletiva”.

Por fim, devemos considerar que o nível fundamental do sentido pode se revestir de valoração positiva (euforia) ou de valoração negativa (disforia) enquanto qualificações semânticas. Estas se revelam na superfície do texto em expressões como as listadas acima. Trata-se de estratégias discursivas que procuram revestir de sentido um dado evento ontológico. São estratégias como essas que produzem narrativas da derrota, ou, no caso dos auri-negros, do fracasso envolto de trauma e luto. Entretanto, não devemos nos esquecer da famosa frase atribuída a uma lenda do futebol alemão, a Sepp Herberger, técnico da seleção campeã mundial de 1954: “Depois do jogo é antes do jogo!” (Nach dem Spiel ist vor dem Spiel!). Findo um jogo ou um campeonato, renovam-se as expectativas de vitória no próximo jogo ou de conquista no próximo campeonato. E, assim, vão sendo produzidos discursos na “falação” esportiva, para a qual os meios de comunicação desempenham um papel fundamental.


Referências

BUNDESLIGA-FINALE: BVB vergeigt die Meisterschaft WDR. 27 maio 2023. Disponível em: https://www1.wdr.de/nachrichten/bvb-verspielt-meisterschaft-schalke-steigt-ab-bochum-gerettet-100.html. Acesso em: 06 jul. 2023.

KOLLE, Gabriele. Eine Stadt vereint in schwarz-gelber Trauer. RedaktionsNetzwerk Deutschland. 27 maio 2023. Disponível em: https://www.rnd.de/sport/dortmund-verspielt-meisterschaft-eine-reportage-aus-der-stadt-der-traenen-4PH6KW733BHXNLLVN7MSHB4GWQ.html. Acesso em: 06 jul. 2023.

WICHMANN, Tim. Dortmund verspielt in 20 Minuten den Meistertitel. Sportschau. 27 maio 2023. Disponível em: https://www.sportschau.de/fussball/bundesliga/audio-dortmund-vespielt-die-meisterschaft-die-audio-highlights-100.html. Acesso em: 06 jul. 2023.

Deixe uma resposta