Artigos

Esporte como fenômeno sociocultural: resenha da clássica obra “O que é sociologia do esporte”

O esporte ganhou outra dimensão a partir do século XX. Se antes estava restrito a parcelas específicas da população, ao longo desse período, se tornou acessível às massas. O esporte conquistou popularidade e, hoje, não restam dúvidas de que se trata de um fenômeno social que impacta a vida cotidiana de todos nós. De acordo com Ronaldo Helal, em seu livro O que é sociologia do Esporte, o esporte é uma das instituições sociais mais sólidas do mundo moderno. Para se ter uma ideia, a Federation International Football Association (FIFA) reúne um número maior de nações afiliadas do que a Organização das Nações Unidas (ONU).

Segundo Helal, para compreender o esporte de maneira sociológica, o primeiro passo é encará-lo como um fato social¹, algo externo ao indivíduo, investido com uma função coercitiva na sociedade. O segundo passo é distinguir três atividades que, de certa maneira, se assemelham e se inter-relacionam. São elas: brincadeira, jogo e esporte. A primeira é constituída por espontaneidade, criatividade, improvisação, liberdade de ação e controle da própria atividade, conforme estudado pela sociologia do esporte. Quando a brincadeira se torna mais séria, ou seja, com regras fixas, como é o caso do jogo, os elementos como espontaneidade, criatividade, improvisação são “perdidos” ou até mesmo deixam de existir, uma vez que há regras estabelecidas para o jogo. A segunda pode ser considerada como uma brincadeira com sistematização de regras fixas, ou seja, sempre que a brincadeira começa a estipular regras para a sua prática, ela se transforma em jogo. Por último, o esporte pode ser tratado como um jogo com submissão a uma organização burocrática mais ampla, que vai além dos interesses individuais dos jogadores.

social
Fonte: Livro “O que é sociologia do esporte?”

O esporte, entendido por um viés sociológico, procura resolver um conflito sobre as desigualdades e injustiças sociais existentes na população. Em seu livro O que é sociologia do esporte, Helal compara a luta diária com um “jogo de cartas marcadas”, onde uns têm mais chances e oportunidades, desde o nascimento, do que outros. Sob essa perspectiva, ele aponta que a competição esportiva modifica, ainda que momentaneamente, esse parâmetro desigual, já que uma partida é vencida por méritos, disputada com regras claras e que conferem a todos as mesmas oportunidades, sem distinção de raça, classe, sexo, religião.

A partir da leitura dessa obra, evidenciamos que o esporte é um fenômeno sociocultural de extrema relevância nas sociedades contemporâneas e merecedor de mais estudos sérios, aprofundados e críticos, como o apresentado em O que é sociologia do esporte.

sociologia
Fonte: DocSlide

¹ Para Émile Durkheim, fato social consiste em modos de agir, pensar e sentir externo ao indivíduo, que são investidos com um poder coercivo capaz de exercer um controle sobre o mesmo. (As regras do método sociológico, 1895).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s