Artigos

Um grupo, um blog

É com satisfação que verifico o êxito deste espaço virtual do nosso grupo de pesquisa “Esporte e Cultura”.  Em pouco mais de um ano e meio de existência, o blog já conta com quase 30 mil acessos. Para mim, um quase analfabeto virtual na visão dos mais safos da internet (dos meus filhos, por exemplo), me parece um número expressivo para um blog de um grupo de pesquisa acadêmico. Quando Hugo Lovisolo e eu criamos o grupo em 1998 na Faculdade de Comunicação Social da Uerj e o cadastramos no CNPq, não tínhamos ideia de que um dia teríamos um espaço virtual para difundir nossos trabalhos acadêmicos, “postar” (palavra nova destes novos tempos) textos livres para provocar discussões a respeito da relação entre comunicação e esporte, colocar programas, calendários e textos acadêmicos das nossas disciplinas disponíveis online para nossos alunos, entre outras “utilidades” que o espaço nos oferece..

De 1998 até hoje, o grupo de pesquisa cresceu e se modificou com a entrada de jovens pesquisadores, a maioria formada por nossos ex-orientandos de graduação e mestrado. Até que um dia, meu ex-orientando de iniciação científica, e atual orientando de mestrado, Fausto Amaro, a quem eu chamo de “nosso Neymar”, devido às suas habilidades fora de série no espaço virtual, bem como por sua extraordinária qualidades de aprendizado acadêmico, sugeriu que fizéssemos um blog do grupo. Alvaro do Cabo e Carmelo Silva, ex-orientandos de mestrado, sugeriram que deveríamos ter, no mínimo, um “post” (olha a palavra aí de novo) semanal para dar dinamismo ao blog. É preciso saber escutar os mais jovens, ainda que sejam nossos orientandos de graduação ou pós. Ao mesmo tempo que os orientamos, aprendemos muito com eles.

Desde o início da formação do grupo (e não do blog) em 1998 tínhamos como princípio evitar discussões esportivas sem o distanciamento necessário que se exige a qualquer pesquisa. Em nossos encontros presenciais, estas discussões só podem ocorrer antes e depois do período marcado para nossa reunião. É óbvio que não teria sentido algum criar um grupo de pesquisa para discutir futebol como fazemos no cotidiano em um bar ou na lanchonete da esquina. Apesar da obviedade, em alguns encontros de grupos de pesquisas em congressos científicos da área de comunicação e ciências sociais, observávamos, com pesar, que isto às vezes ocorria e fazíamos o papel do chato que não deixava a discussão continuar. Tínhamos que ser inevitavelmente “chatos”. Era a única maneira de contribuir para que o campo ganhasse respeito de seus pares, além de resultar em pesquisas relevantes para o pensamento científico.

Ficamos sabendo recentemente pelo artigo de Wilson Bueno publicado na revista Organicom número 15, segundo semestre de 2011 que nosso grupo é o mais antigo do país, o que possui mais produção acadêmica (em termos proporcionais ao número de pesquisadores) e um dos poucos que têm blog (veja o post). Ficamos muito orgulhosos com o resultado em todos os quesitos. Pouco a pouco, vamos tendo ciência de nosso papel para o campo da comunicação e esporte no país, o que aumenta nossa responsabilidade.

Talvez por conta da produção acadêmica do grupo e de seu impacto na área da comunicação, fomos convidados para realizar a palestra de abertura da Intercom Sudeste em Ouro Preto e participar das mesas de abertura da Intercom Nacional em Fortaleza.

Hoje ao colocarmos no Google (acho que em 1998 usávamos o “cadê”) as palavras “comunicação e esporte” ou “esporte e comunicação” o primeiro registro que aparece é o endereço do nosso blog. Não tenho ideia de quem nos acompanha, mas cada vez mais observo que muitos estudantes Brasil afora nos procuram para orientação sobre mestrado ou participação no grupo por conta do nosso blog. Observo também, com satisfação, que muitos textos publicados (para não ter que usar a palavra inglesa “post”) mantém um diálogo entre si. Como em qualquer esporte de equipe, consciente ou inconscientemente entendemos que os textos individuais possuem mais resultados quando trabalhados em conjunto.

Que novos e competentes integrantes se juntem a nós!

*Atualização: o artigo completo de Wilson Bueno, citado neste post,  já está disponível neste link.

Anúncios

5 comentários em “Um grupo, um blog

  1. Também deixo aqui minhas saudações à equipe do blog! Leio regularmente esse espaço, amo esporte, especialmente futebol, e caminho rumo a um doutorado na área, terreno novo para mim em termos acadêmicos. É muito bom poder contar com esses textos maravilhosos e com o incentivo do meu ex-orientador de mestrado, Hugo L.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s