Artigos

O sumiço dos torcedores, o encolhimento dos estádios e o pague pra ver (PPV)

Há tempos que venho observando que os estádios de futebol brasileiros vêm encolhendo. Mesmo os estádios mais modernos, os mais novos, são construídos para públicos menores. O mais novo de todos, o estádio Olímpico João Havelange, vulgo “Engenhão”, por exemplo, tem capacidade máxima de 46 mil torcedores. Uma mixaria!

Noutro dia, assistindo pela TV a um jogo de futebol neste estádio, o narrador pergunta para o comentarista: “e aí, fulano, público de 16 mil torcedores… um bom público?” Ao que o outro responde: “Sem dúvida um bom público, já que é feriadão, final de mês…” Acontece que o jogo em questão foi Flamengo 4 X 1 Atlético MG… Um clássico nacional, que reúne a maior torcida do Brasil, e já decidiu título brasileiro. O Atlético se orgulha de ser o recordista de público em 10 das 39 edições do Campeonato Brasileiro[1]. É o confronto que detém o segundo maior público da história do Brasileirão: 154 mil torcedores em 1980. É Inconcebível esses dois clubes se enfrentarem para um público mirrado desses. Há 20 ou 30 anos atrás, um jogo desse porte não teria, em hipótese alguma, menos que 40 ou 50 mil torcedores no estádio.

Se considerarmos os maiores públicos de todos os tempos do Brasileirão, veremos que NUNCA MAIS esses números serão atingidos. O recorde de público é do jogo Flamengo 3 X 0 Santos, Maracanã, 29 de maio de 1983: 155.523 PAGANTES. Apenas como curiosidade, os maiores públicos pagantes são:

Maiores públicos [2]

Partidas com público acima de 110.000 pagantes

  1. Flamengo 3 – 0 Santos: 155.523 (Maracanã, 29 de maio de 1983)
  2. Flamengo 3 – 2 Atlético Mineiro: 154. 335 (Maracanã, 1 de junho de 1980)
  3. Fluminense 1 – 1 Corinthians: 146.043 (Maracanã, 5 de dezembro de 1976)
  4. Flamengo 1 – 1 Grêmio: 138.107 (Maracanã, 18 de abril de 1982)
  5. Botafogo 3 – 1 Flamengo: 135.487 (Maracanã, 19 de abril de 1981)
  6. Fluminense 0 – 0 Vasco da Gama: 128.781 (Maracanã, 27 de maio de 1984)
  7. Botafogo 2 – 2 Flamengo: 122.001 (Maracanã, 19 de julho de 1992)
  8. Flamengo 1 – 1 Vasco da Gama: 121.353 (Maracanã, 8 de maio de 1983)
  9. Flamengo 2 – 1 Guarani: 120.441 (Maracanã, 11 de abril de 1982)
  10. Vasco da Gama 2 – 2 Internacional: 118.777 (Maracanã, 28 de julho de 1974)
  11. Fluminense 0 – 0 Corinthians: 118.370 (Maracanã, 20 de maio de 1984)
  12. Flamengo 1 – 0 Atlético Mineiro: 118.162 (Maracanã, 29 de novembro de 1987)
  13. Botafogo 0 – 0 Flamengo: 117.353 (Maracanã, 16 de abril de 1981)
  14. Corinthians 4 – 1 Flamengo: 115.002 (Morumbi, 6 de maio de 1984)
  15. Santos 2 – 1 Flamengo: 114.481 (Morumbi, 12 de maio de 1983)
  16. Atlético Mineiro 0 – 0 Santos: 113.479 (Mineirão, 15 de maio de 1983)
  17. Corinthians 2 – 1 Internacional: 113.286 (Morumbi, 21 de novembro de 1976)
  18. Vasco da Gama 2 – 1 Cruzeiro: 112.993 (Maracanã, 1 de agosto de 1974)
  19. Fluminense 1 – 1 Atlético Mineiro: 112.403 (Maracanã, 20 de dezembro de 1970)
  20. Flamengo 1 – 4 Palmeiras: 112.047 (Maracanã, 9 de dezembro de 1979)
  21. Flamengo 2 – 1 Vasco da Gama: 111.260 (Maracanã, 5 de maio de 1983)
  22. Santos 3 – 2 Flamengo: 111.111 (Morumbi, 27 de fevereiro de 1983)
  23. Vasco da Gama 3 – 0 Grêmio: 110.877 (Maracanã, 19 de maio de 1984)
  24. Bahia 2 – 1 Fluminense: 110.438 (Fonte Nova, 12 de fevereiro de 1989)

É fato que, seguindo-se as atuais tendências de encolhimento dos estádios e elitização do futebol, jamais esses números voltarão a se repetir. Claro que a disseminação dos aparelhos de televisão e a consequente transmissão das partidas (e posterior venda de pacotes para se assistir aos jogos), foram decisivos para isso.

Como parece óbvio, se considerarmos apenas as médias de público, o clube que detém a maior torcida do país detém o recorde também neste quesito. No brasileirão de 1980 o Flamengo teve a cada vez mais insuperável média de 66.507 torcedores por jogo[3]. A torcida atleticana faz valer sua fama, e o Atlético – MG é o segundo em média: 55.664, em 1977.

A melhor média de público do brasileirão foi registrada em 1983: 22.953 torcedores por jogo:

1983: 22.953

1987: 20.877

1980: 20.792

1971: 20.360

1982: 19.808

Para se ter uma idéia de como tem sido a queda do público presente nos estádios, consideremos apenas os campeonatos mais recentes, na chamada “Era dos pontos corridos (2003 em diante). A melhor marca foi alcançada em 2009: 17.807:

2009: 17.807

2007: 17.461

2008: 16.992

2010: 14.800

2005: 13.600

2006: 12.300

2003: 10.468

2004:   7.556

Percebe-se que os números mais recentes (pontos corridos + encolhimento dos estádios + televisão + ppv) estão bem distantes da média do campeonato “antigo” (Mata-mata ou playoffs).

Por que quando assistimos aos campeonatos europeus os estádios estão quase sempre lotados, se lá tem transmissão pela TV como aqui e pior: os ingressos são absurdamente caros? A taxa de ocupação de estádios na Premier League (Inglaterra), por exemplo, é de 91%, com uma média de público de 34.082 torcedores por jogo. O assunto me fascina.

A título de curiosidade, resolvi conferir os públicos de alguns jogos do brasileirão. É assustador (pelo menos para mim):

São Paulo    2 X 1 Cruzeiro:………………..11.965 (Morumbi, SP,09/07/2011)

Vasco          2 X 1 Atlético/PR:……………..9.775 (São Januário, RJ,16/07/2011)

Cruzeiro      2 X 1 Bahia……………………….6.666 (Arena do Jacaré, MG, 17/07/2011)

Atlético/MG   2 X 0 América/MG…………….7.379 (Arena do Jacaré, MG. 10/07/2011)

Fluminense  0 X 1 Flamengo………………..18.884 (Engenhão, RJ, 10/07/2011)

Flamengo    1  X 0 São Paulo………………..15.790 (Engenhão, RJ, 06/07/2011)

Bem, acredito que tenha ficado claro o ponto que tentei destacar.

E a Seleção Brasileira. Hein?! Mais um fiasco! Acho que tem muitas aves nesse time, isso pode estar atrapalhando.


[1]  O Atlético foi campeão de público em dez das 39 edições do Campeonato Brasileiro (1971, 1977, 1990, 1991, 1994, 1995, 1996, 1997, 1999, 2001).   http://www.atletico.com.br/site/camisa12/recordes

[2]  Fonte: Revista Placar – Guia do Brasileirão 2008 e wikipedia.

[3] Revista Placar Guia do Brasileirão de 2008 a 2010, CBF e  http://www.rsssfbrasil.com/miscellaneous/attendclbr.htm

Anúncios

Um comentário em “O sumiço dos torcedores, o encolhimento dos estádios e o pague pra ver (PPV)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s